Seja BEM-VINDO ao fórum King's Cross RPG!
Não se esqueça de ler as Regras do RPG e as Regras do Chat para evitar conflitos.
É novo no fórum? Leia nosso tutorial AQUI e tire suas dúvidas!
Não se esqueça de registrar seu avatar.
Após escolher sua escola veja em qual casa irá cair, respondendo a Ficha de Inscrição da escola desejada!
Dúvidas, sugestões ou reclamações? Entre em contato com a administração aqui
Existem muitos cargos e vagas à disposição do seu personagem. Confira aqui.
As inscrições para Beauxbatons e Durmstrang estão temporariamente bloqueadas.

Compartilhe | 
 

 O Começo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem

avatar
The Death
The Death
Administrador

Administrador

--

Ficha Bruxo
Casa:
Formação: Concluído
Condição: Nenhuma.

passe o mouse

MensagemAssunto: O Começo   Seg Jul 25, 2016 2:09 pm

QUERIDO DIÁRIO
Primeiro Capítulo.

Mr.Crawford

UM DETALHE ESQUECIDO POR
UMA PROFECIA AMALDIÇOADA.


___No princípio disseram que tudo se resumia a trevas. Essa é a uma verdade questionável, mas quem é realmente capaz de refutar tal hipótese? Um deus, um homem? É difícil acreditar que existe algo capaz de jogar por terra todas as infinitas dúvidas que uma criança pode ter, no entanto, é realmente trágico perceber que ao crescer, mesmo sem respostas, essa criança se torna mais um adulto conformado com a sua vida repleta de mistérios e dúvidas que jamais serão respondidas. Pois bem, o que estou prestes a lhes contar não se trata verdadeiramente de um segredo ou um mistério. A real questão é que tudo isso está ao seu redor, mas uma mente brilhante é insuficiente para olhos desatentos...

___Era só mais um final de tarde como qualquer outro que se deu ao longo daquele verão. Enfim o Sol se posicionava nivelado com o horizonte, criando mais uma vez um espetáculo de cores que só os mais atentos podem verdadeiramente contemplar. Não era da natureza de Dean se pegar observando o final da tarde, mas, em especial naquele dia, as nuvens chamaram sua atenção desde que ele acordou. Ele sabia que depois daquele dia tudo iria mudar. Finalmente iria mudar.
___— Vamos, Dean! Temos que ir! — uma voz imponente e ríspida retirou Dean do transe profundo no qual ele havia entrado.
___— Estou indo, tio... — Dean respondia enquanto se concentrava para voltar ao mundo real e caminhava até seu tio Hugh.
___Hugh Crawford, um inglês de 64 anos, era o tio de Dean por parte de mãe. Ele e sua esposa, Charllote Crawford, uma irlandesa de 67 anos, foram os responsáveis legais de Dean por cerca de dez anos, mas hoje, dia 13 de setembro de 2022, isso mudava. Dean não foi criado junto aos seus irmãos ou ao seu pai, mas hoje, ao completar 11 anos, por alguma razão ele precisava deixar seus tios e aquele incrível lugar no sul da Alemanha para enfim conhecer seu pai e seus irmãos.
___— Não vai querer se atrasar para o jantar, não é mesmo? — dizia Hugh a Dean.
___— Isso nem mesmo passou pela minha cabeça, tio... — murmurava Dean — Onde está minha tia?
___— Está verificando a rede de flu antes de enviar seu sobrinho tão amado para outro país. — Hugh sorria para Dean enquanto terminava de juntar as malas do garoto no pé da escada — Venha, me ajude a levar essas malas para a lareira.
___— Claro, tio. — sussurrava Dean enquanto ajudava Hugh.
___Toda aquela história parecia extremamente estranha para Dean. Ele sempre soube que tinha uma parte da família a qual não fora apresentado, mas a figura de pai, para ele, estava associada a imagem do seu tio. Ele não conseguia compreender o motivo de ter sido criado longe da sua família, e estava verdadeiramente assustado com o que poderia acontecer ao passar pela rede de flu. Quem estaria esperando por ele? Será que irão gostar dele? Todas essas dúvidas só concediam lugar ao sentimento de raiva que internamente crescia dentro dele. Dean era um menino inteligente e "bem treinado". Falava latim, alemão, inglês, russo, tocava violino, piano, flauta, e tinha um controle incrível da magia mesmo sem varinha e com pouca idade. Todas essas habilidades eram resultados das aulas particulares dos seu tios. Ele não entendia muito bem a necessidade de desenvolver tantas habilidades trouxas, afinal, sua família era uma das mais ricas e influentes do mundo bruxo, mas, como seus tios bem lhe falaram, tudo isso fazia parte do motivo maior da sua existência. Tudo..., inclusive crescer longe da sua família.
___— Vejo que está tudo pronto. Mas e você, meu querido...? Está pronto? — falava Charllote olhando para Dean.
___— Sim, tia Char. — respondia Dean. Ele tentava esconder os olhos tristes e assustados, mas Charllote conseguia perceber qualquer olhar diferente de Dean, afinal, ela o criara. Não resistindo ao momento, Charllote deixa algumas lágrimas rolarem ao abraçar seu sobrinho.
___— Não tenha medo, Dean... Minha irmã ficaria orgulhosa de você. — Charllote tentava falar sem mudar a voz por conta do choro. Dean não estava chorando, mas ao escutar aquelas palavras sentiu um aperto em seu coração e abraçou sua tia mais forte ainda. Ele poderia ter um pai, mas sua mãe morreu no dia do seu nascimento, ou seja, na data de hoje. Seus tios não falam muito sobre, e especialmente sua tia não gostava de falar sobre a irmã. Tudo que Dean realmente sabia sobre aquele dia é que, graças aos eventos que se deram, sua tia Char desenvolveu um terrível rancor pelos Callaghan's.
___Dean soltou sua tia e esticou o braço direito para apertar a mão do seu tio, em uma típica despedida formal entre dois cavalheiros, algo que Hugh apreciava. No entanto, para surpresa de Dean, Hugh o puxou também para um longo e surpreendente abraço. Ao contrário de Charllote, Hugh não disse muito, mas fez questão de murmurar no ouvido de Dean as palavras "eu te amo". Não era comum um ato tão afetuoso assim partindo do seu tio, por isso Dean mais uma vez entrava em conflito com aquela despedida, mas ao escutar as palavras do seu tio, não demorou em também murmurá-las.
___— Bem, vamos logo! Está ficando tarde! — disse Hugh soltando Dean e ajudando o garoto a colocar suas malas dentro da lareira.
___Quando a última mala foi colocada Dean se virou para sua tia que lhe deu em mãos um punhado de pó de flu. O garoto entrou dentro da lareira e olhou para seus tios aguardando instruções. Sua tia torceu o nariz de desgosto ao falar:
___— Você vai ao Palácio da Dinastia Callaghan, em Londres. — ela realmente não era uma das maiores fans dos Callaghan's.
___Dean já havia viajado pela rede flu inúmeras vezes, portanto sabia exatamente o que fazer. O garoto lançou ao chão da lareira o pó que estava em suas mãos e murmurou as palavras "Palácio da Dinastia Callaghan", e em seguida uma calamidade contida de fogo em coloração verde o consumiu junto a todas suas malas. Tudo foi instantâneo, e em poucos instantes Dean já estava na lareira de um sala incrivelmente grande. Era possível chutar o pé-direito do lugar em algo próximo de quatro metros, analisando novamente a sala parecia ser circular, o piso possuía um desenho um tanto quanto característico de anjos lutando contra demônios, todos os móveis pareciam incrivelmente polidos e as características do local realmente lembravam um palácio real. Dean saiu da lareira carregando apenas as duas malas que estavam em suas mãos. Ele, que nunca havia presenciado um lugar como aquele, não conseguia parar de olhar para todos os lugares que estavam ao seu alcance imediato ao sair da lareira, foi então que uma voz masculina e forte se fez presente:
___— Você deve ser Dean Callaghan. — a voz fez uma pequena pausa suficiente para Dean voltar os olhos para a sua origem — Meu filho.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://kingscrossrpg.forumeiros.com
 

O Começo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
King's Cross RPG :: RPG - Início :: Trama-